Muito se fala sobre STEM nos dias que correm! E não é para menos… mas o que é o STEM?

Será que STEM é mais uma sigla da moda que apareceu? Será que é uma nova disciplina ou uma nova maneira de ver o ensino? Sim é uma sigla que pretende transformar algo que já vem sendo falado há muito tempo e que agora se começa a colher os frutos!

Da sigla, todos já sabem que se trata de Science (Ciência), Technology (Tecnologia), Engineering (Engenharia) e Mathematics (Matemática). Mas o mais importante é o movimento que se está, ou que se tem vindo a criar em volta desta sigla e a sua aplicação com sucesso na Educação!

A Educação clássica necessita de se adaptar às novas realidades! Se antigamente se dizia que quem não tivesses estudos não era ninguém… Depois quem não sabia mexer num computador não tinha futuro… hoje a educação tem que acompanhar os desafios que foram lançados! Hoje os smartphones são de tal forma intuitivos que crianças de tenra idade mexem neles com a maior das facilidades… Hoje vivemos a internet das coisas… todos estes avanços fazem com que a tarefa do professor seja mais complicada… Hoje em dia tem-se toda a informação (correcta ou não) à distância de um clique! Como se explicar aos miúdos que têm que aprender isto e aquilo… enfim… uns queixam-se que os miúdos não querem aprender… outros queixam-se que os professores não motivam… a Educação está “doente” e precisa rapidamente transformar-se… e essa transformação já está a acontecer!

Se em vez de se explicar em mais uma aula teórica os elementos da tabela periódica, pedirmos aos alunos que criem uma música sobre os elementos da TP? Música é claramente uma temática que é transversal a todos os miúdos! Porque não usá-la para gerar a diferença? Testem e vejam que terão músicas bem interessantes e que eles (os alunos) vão-se interessar muito mais pela tabela periódica do que em quaisquer 50 minutos de aulas teóricas… Ou experimentem falar dos comprimentos de ondas das cores, utilizando um robot com um sensor fotoeléctrico… Ora esta é a verdadeira essência do movimento que se está a desenvolver! O jovens não querem matéria chata… eles acham (e com razão) que conseguem ter essa informação na internet… Agora dêem-lhe problemas reais para resolverem… Ou seja usem problemas para abordar os temas “chatos”… eles conseguem sozinhos irem para a internet pesquisar e acreditem que eles os vão surpreender!

Resumindo a STEM é um movimento que pretende dar mais ênfase ao trabalho prático e ao divertimento, nada de novo, pois nas últimas décadas já se falou do blended learning, hand-on learning, e muitos mais… agora estamos de facto a entrar com o STEM no ensino baseado em projectos.

Quer levar os seus alunos a outro nível? Fale connosco, temos muitos pacotes STEM que o ajudarão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *